INTERFEL

Fundada em 1976, a Interfel agrupa e representa o conjunto das profissões e actividades do sector das frutas e hortícolas frescas, da produção à distribuição (produtores, expedidores, grossistas, comerciantes de produtos hortícolas, responsáveis do departamento Grande Distribuição).
A Interfel é reconhecida como uma associação agrícola interprofissional pelo direito rural francês e pela União Europeia desde do dia 21 de Novembro de 1996 no âmbito da Organização Comum de Mercado (OCM). A INTERFEL réune quinze famílias profissionais de todo a cadeia de produção e distribução do sector das frutas e hortícolas. O papel das organizações interprofissionais é criar diálogo interprofissional, promover o consumo das frutas e hortícolas frescas e informar todos os consumidores sobre os benefícios de uma alimentação variada e equilibrada.
Com uma produção média de 2.900.000 toneladas, a França é o quinto produtor europeu de frutas frescas, tendo como principais produções, a maçã, o melão, o damasco, a pêra e o kiwi. 800.000 toneladas de frutas frescas são exportadas em média a 81% da União Europeia e 19% aos países terceiros. (69.000 toneladas de maçãs exportadas para Espanha para a campanha de 2019-2020).
Com uma produção média de 3.900.000 toneladas, a França é o quinto produtor europeu de legumes frescos, nomeadamente tomate, cenoura, cebola, salada e couve-flor. 865.000 toneladas de produtos hortícolas frescos são, em média, 98% exportados para a União Europeia e 2% para países terceiros. (5 500 toneladas de cebolas exportadas para Portugal (2018-2020).
Os profissionais do sector das frutas e hortícolas frescas comprometem-se, cada um ao seu nível, a garantir o controlo de qualidade e de segurança sanitária, oferecendo assim aos consumidores produtos ricos em know-how. Preservar e valorizar a autenticidade e a qualidade da oferta francesa são as prioridades do sector. Manter esta exigência é a garantia da qualidade francesa para favorecer as trocas nos mercados franceses e internacionais.
A cozinha francesa sempre teve uma grande influência na cultura gastronómica mundial. Estes são pratos e ingredientes, hoje, frutas e legumes frescos, símbolos de tradição, know-how e qualidade francesa que estão enraizados no nosso quotidiano.